Usted está aquí: Inicio / 2017 / (português) CONTRA TODO O TIPO DE INGERÊNCIA IMPERIALISTA NA SÍRIA

(português) CONTRA TODO O TIPO DE INGERÊNCIA IMPERIALISTA NA SÍRIA

resolução ICOR, 21 de abril de 2017

 

A 7 de Abril de 2017, as forças armadas norte-americanas, acompanhadas por uma estrondosa argumentação agressiva do presidente norte-americano Trump, realizaram um maciço ataque militar contra o aeroporto Al-Shayrat na Síria. Isto conduziu a numerosos mártires, mortos e feridos. O imperialismo dos Estados Unidos deu como pretexto o anterior uso de gás tóxico na província de Idlib, apesar de, até hoje, não haver certeza acerca do verdadeiro responsável por este crime de guerra. É necessário que se recorde que os Estados Unidos, há uns anos, também acusaram o Iraque pela posse de armas químicas, o que se veio a revelar como um pretexto para justificar a guerra de agressão imperialista contra o Iraque.

A ICOR condena o ataque militar norte-americano, valendo isto também para os anteriores ataques do regime sionista de Israel contra a Síria. A ICOR condena igualmente o apoio de guerra a Assad, por exemplo, por parte da Rússia, a ocupação de uma parte de Rojava/Síria do Norte pela Turquia, a intromissão de outras forças como o Irão, Arábia Saudita e Qatar e a participação na guerra por parte da OTAN.

Mais de 7 milhões de pessoas tiveram que fugir da Síria e centenas de milhar foram assassinadas. Responsável por isso é o regime de Assad, que declarou guerra ao movimento democrático do povo. São também responsáveis todas as potências imperialistas e reaccionárias que se imiscuem na zona em causa. Os crimes de guerra imperialistas devem ser considerados como um apoio directo às forças reaccionárias, terroristas como o “Estado Islâmico”, que já se instalaram na região.

A ICOR repudia categoricamente todo o tipo de intervenção imperialista e colonial em qualquer das regiões da Síria e apoia o movimento mundial pela paz e a luta das massas contra as agressões militares de todas as potências imperialistas, sem excepção. A ICOR condena o uso de armas nucleares, biológicas e químicas contra os povos e exige a sua proibição e destruição.

A 8 de Maio de 1945 calaram-se as armas nos campos de batalha da Europa, depois de uma guerra de seis anos, e o socialismo provou ser mais forte do que o fascismo e a reacção. Por isso, a ICOR declarou o dia 8 de Maio como Dia Internacional da Luta Contra o Fascismo e a Guerra. Assim, face à actual situação mundial, apelamos às comemorações neste dia em todo o mundo de maneira combativa e visivel!

A ICOR apela a todas as forças revolucionárias e progressistas para que unam os seus esforços na luta contra todas as intervenções imperialistas que têm o objectivo de submeter a Síria e toda a região árabe aos interesses imperialistas. As guerras imperialistas e as ameaças de guerra só serão eliminadas pela superação, de forma revolucionária, do sistema imperialista mundial!

Os ataques contra o Afeganistão e a Coreia do Norte, por parte do imperialismo norte-americano sob a direcção de Trump, criaram novos focos de guerra. Assim, o movimento mundial anti-imperialista e pela paz deve adoptar uma posição e protestar contra isso.

 

Contra todo o tipo de intromissão imperialista na Síria!

Viva a luta dos povos do Médio Oriente pela democracia, independência e pela paz!

Contra o imperialismo, sionismo, reacção árabe e fascismo islamita!

Pela libertação nacional e social!

Pela paz e amizade entre os povos – pelo socialismo!

 

Signatários (a partir de 21 de Abril de 2017, é possível mais signatários):

1. ORC Organisation Révolutionnaire du Congo (Organização Revolucionária do Congo), República Democrática do Congo

2. MMLPL Moroccan Marxist-Leninist Proletarian Line (Marxistas-Leninistas Marroquíes Linha Proletária)

3. CPSA (ML) Communist Party of South Africa (Marxist-Leninist) (Partido Comunista da África do Sul (Marxista-Leninista))

4. PPDS Parti Patriotique Démocratique Socialiste (Partido Patriótico Democrático Socialista), Tunísia

5. MLOA Marxist-Leninist Organization of Afghanistan (Organização Marxista-Leninista do Afeganistão)

6. CPB Communist Party of Bangladesh (Partido Comunista do Bangladesh)

7. CPI (ML) Red Star Communist Party of India (Marxist-Leninist) Red Star (Partido Comunista da Índia (Marxista-Leninista) Estrela Vermelha)

8. Ranjbaran Hezb-e Ranjbaran-e Iran (Partido Proletário do Irão)

9. NCP (Mashal) Nepal Communist Party (Mashal) (Nepal Partido Comunista (Mashal))

10.NDMLP New-Democratic Marxist-Leninist Party (Partido Marxista-Leninista da Nova Democracia), Sri Lanka

11.Krasnyj Klin Gruppa Kommunistov-Revoljucionerov „Krasnyj Klin“ (Grupo de Revolucionários Comunistas "Krasnyj Klin" [Cunha Vermelha]), Bielorrússia

12. БКП Българска Комунистическа Партия (Partido Comunista Búlgaro)

13. БРП(к) Българска Работническа Партия (комунисти) (Partido Operário Búlgaro (Comunistas))

14.MLPD Marxistisch-Leninistische Partei Deutschlands (Partido Marxista-Leninista da Alemanha)

15.KOL Kommunistische Organisation Luxemburg (Organização Comunista do Luxemburgo)

16.RM Rode Morgen (Amanhecer Vermelho), Países Baixos

17. BP (NK-T) Bolşevik Parti (Kuzey Kürdistan-Türkiye) (Partido Bolchevique (Curdistão do Norte – Turquia))

18. VZDOR VZDOR - strana práce (Resistência - Partido Operário), Eslováquia

19.MLGS Marxistisch-Leninistische Gruppe Schweiz (Grupo Marxista-Leninista da Suiça)

20.KSRD Koordinazionnyj Sowjet Rabotschewo Dvizhenija (Conselho de Coordenação do Movimento Operário), Ucrânia

21.PR-ByH Partija Rada - ByH (Partido do Trabalho – Bósnia - Herzegovina), Bósnia - Herzegovina

22.PC (ML) Partido Comunista (Marxista Leninista), República Dominicana

23.PC/ML Partido Comunista (Marxista-Leninista) de Panamá

24.PCP (independiente) Partido Comunista Paraguayo (independiente)

25.PPP Partido Proletario del Perú

26.KSC-CSSP Komunisticka Strana Cheskoslovenska – Cheskoslovenska Strana Prace (Partido Comunista da Checoslováquia – Partido Operário Checoslovaco), República Checa

 

Acciones de Documento