Convocatória ICOR

Todos para a Jornada de Luta pelo Meio Ambiente, a 9 de dezembro!

ICOR, 

Mobilizem-se nas ruas, nas fábricas e nos bairros! Protestem em frente aos centros dos responsáveis - monopólios, bancos e políticos imperialistas! A resposta revolucionária é o socialismo!

Todos para a Jornada de Luta pelo Meio Ambiente, a 9 de dezembro!
(foto: pixabay)

A destruição do meio ambiente desenvolveu-se até se tornar o início de uma catástrofe ambiental global. A culpa é do sistema imperialista mundial, que ameaça a existência da classe trabalhadora e dos oprimidos de todo o mundo, bem como de todos os seres vivos. Lamentamos as inúmeras vítimas desta evolução, como aconteceu recentemente na Líbia, com mais de 11 000 vítimas mortais. Por todo o mundo, nos países imperialistas e naqueles que dependem do imperialismo, os monopólios internacionais dedicam-se à sobre-exploração da humanidade e da natureza. São as empresas mineiras como a Glencore, a Rio Tinto e a Anglo American, os monopólios petrolíferos e químicos como a Exxon Mobile e a BP, os monopólios agro-químicos como a Monsanto, a Bayer ou a DuPont ou os monopólios do sector automóvel como a General Motors, a Stellantis ou a Ford. Atualmente, as guerras na Ucrânia e no Médio Oriente intensificam a destruição ambiental com resultados devastadores para os seres humanos e para a natureza, com milhares de vítimas mortais e catástrofes ambientais regionais. Os bombardeamentos de centrais eléctricas, de fábricas da indústria pesada e química levam à poluição do ar, do solo e da água. As bases da vida das massas na Faixa de Gaza estão ameaçadas de forma existencial e desumana pelos brutais bombardeamentos e pela ofensiva terrestre do exército israelita. Só o arsenal de armas atómicas dos Estados participantes tem o potencial de erradicar toda a humanidade.

A causa desta catástrofe ecológica global é o sistema mundial imperialista! Só pode ser travado se for superado através da revolução. Nos seus primeiros textos, Karl Marx já escrevia: "O comunismo ... é a verdadeira resolução do conflito entre o homem e a natureza e entre o homem e o homem ... O comunismo é a solução do enigma da história e sabe que o é."

Sob a influência do reformismo e do economicismo, esta visão profunda foi afastada durante muito tempo do movimento revolucionário e da classe trabalhadora. A ICOR exprimiu-se de forma crítica e autocrítica em relação a estas graves omissões e, desde então, está na linha da frente da união internacional contra a exploração imperialista da humanidade e da natureza!

Em todo o mundo, as pessoas estão a tornar-se activas contra a destruição do meio ambiente. "Mudança de sistema, não mudança climática!" tornou-se o apelo de um novo movimento climático, especialmente da geração jovem, que se desenvolveu em quase todos os países nos últimos anos. Contra todas as tentativas de contrapor a luta pelo emprego à luta ambiental, os trabalhadores apresentam cada vez mais frequentemente nas suas lutas exigências de proteção da natureza e ligam esta luta às suas lutas pelo emprego, por salários mais altos e por segurança no local de trabalho! Estão a formar alianças com as lutas dos povos indígenas e dos pequenos agricultores, que estão a ser forçados a abandonar as suas terras para que se instalem minas destrutivas a céu aberto.

Hoje em dia, muitas destas lutas estão a desenvolver cada vez mais uma linha anti-imperialista e estão a caminhar para uma luta internacional unida com um visível carácter anti-imperialista e antifascista. A fundação da Frente Unida Internacional Anti-Imperialista contra o Fascismo, a Guerra e a Destruição Ambiental (abreviadamente: Frente Unida) mostra o grande potencial de luta da união entre a classe trabalhadora e o movimento ambientalista.

O movimento ambientalista institucionalizado, que depositava a sua esperança nas negociações com os Estados e as instituições internacionais, fracassou. A sua participação nas Cimeiras Mundiais sobre o Clima visa apenas legitimar o imperialismo " lavado a verde ". Os participantes na COP28, no Dubai, são os representantes dos monopólios destruidores do ambiente de diferentes sectores e Estados, responsáveis pela catástrofe ecológica e algumas ONG diretamente envolvidas no greenwashing, que tudo fazem para desacreditar a alternativa revolucionária com o anticomunismo. O chefe da COP28 é, entre todos, o Sultão Ahmed Al Jaber, chefe da empresa petrolífera estatal Adnoc dos Emirados Árabes Unidos.

Apelos decisivos para um boicote à COP28 e protestos anunciados em todo o mundo mostram que cada vez mais pessoas percebem que a catástrofe ambiental não pode ser remediada pelos seus sistemáticos perpetradores imperialistas que visam sustentar o sistema por todos os meios.

A ICOR defende a luta ativa das amplas massas contra todas as ilusões dos programas de reforma burgueses. No entanto, também lutamos contra todo o fatalismo e alarmismo. Só a luta determinada pelo socialismo pode reconsolidar a unidade da humanidade e da natureza, enquanto o imperialismo destrói inevitavelmente as bases naturais da vida humana. As amplas massas também sentem isso na forma de custos crescentes e qualidade inferior de todas as necessidades essenciais.

A ICOR apela à realização do 9 de Dezembro como um dia mundial de luta. Realizar um amplo trabalho de formação! Formar alianças! Organizar protestos! Manifestem-se e lutem nas ruas, nos bairros e nas fábricas. Aumentar a organização das massas nesta questão! Os pontos focais nacionais e continentais também podem dar sinais importantes! Inscrevam-se para participar nas delegações de protesto na Colômbia e no Dubai!

Aplicam-se as nossas palavras de ordem internacionalistas:

A classe trabalhadora internacional deve assumir a liderança numa luta ambiental que mude a sociedade!

Organizar numerosas pessoas, especialmente jovens, nos partidos revolucionários e fortalecer a ICOR e a Frente Unida Anti-Imperialista contra o fascismo, a guerra e a destruição ambiental.

Viva a luta anti-imperialista da classe trabalhadora e dos oprimidos contra a catástrofe ambiental!

Por uma Luta determinada pelo socialismo para salvar a humanidade!

Avante com a ICOR e a Frente Unida!

Signatários (a partir de 20 de Novembro de 2023, mais signatários são possíveis):

  1. PCPCIParti Communiste Proletarien de Côte d'Ivoire (Partido Comunista Proletário da Costa do Marfim)

  2. UPC-ManidemUnion des Populations du Cameroun - Manifeste National pour l'Instauration de la Démocratie (União das Populações dos Camarões - Manifesto nacional para o estabelecimento da democracia)

  3. CPKPartido Comunista do Quénia

  4. MMLPLMoroccan Marxist-Leninist Proletarian Line (Marxistas-Leninistas Marroquinos, Linha Proletária)CPSA (ML) Communist Party of South Africa (Marxist-Leninist)

  5. CPSA (ML) Comunist Party of South Africa (Marxist-Leininist)

  6. PCTParti Comuniste du Togo (Partido Comunista do Togo)

  7. PPDSParti Patriotique Démocratique Socialiste (Partido Patriótico Democrático Socialista), Tunísia

  8. SPBSocialist Party of Bangladesh (Partido Socialista do Bangladesh)

  9. NCP (Mashal)Nepal Communist Party (Mashal) (Partido Comunista do Nepal (Marshal))

  10. PPRF Frente Republicana do Povo Patriótico do Nepal

  11. CPA/MLCommunist Party of Australia (Marxist-Leninist) (Partido Comunista de Australia (Marxista Leninista))

  12. БКПБългарска Комунистическа Партия (Partido Comunista Bulgaro)PR-ByH Partija Rada - ByH (Party of Labor - Bosnia and Herzegovina)

  13. PR-ByH Partija Rada - ByH (Party of Labor - Bosnia and Herzegovina)

  14. MLPDMarxistisch-Leninistische Partei Deutschlands (Partido Marxista-Leninista da Alemanha)

  15. UCUnité Communiste (União Comunista), França

  16. UPMLUnion Prolétarienne Marxiste-Léniniste (União Marxista-Leninista Proletária), França

  17. KOLKommunistische Organisation Luxemburg (Organização Comunista do Luxemburgo)

  18. RMRode Morgen (Amanhecer Vermelho), Países Baixos

  19. UMLP União Marxista-Leninista Portuguesa

  20. MLPMarksistsko-Leninskaja Platforma (Plataforma Marxista-Leninista), Rússia

  21. RMPРоссийская маоистская партия (Rossijskaya maoistskaya partiya) (Partido Maoista Russo)

  22. MLGSMarxistisch-Leninistische Gruppe Schweiz (Grupo Marxista-Leninista da Suíça)

  23. TKP-MLTürkiye Komünist Partisi - Marksist-Leninist (Partido Comunista da Tuquia -Marxista-Leninista)

  24. MLKPMarxist-Leninist Komünist Parti Türkiye / Kürdistan (Partido Marxista-Leninista da Turquia/ Curdistão)

  25. KSRDKoordinazionnyj Sowjet Rabotschewo Dvizhenija (Concelho de Coordenação do Movimento da Classe Trabalhadora), Ucrânia

  26. UMU Union of Maoists of the Urals (União de Maoístas do Urais), Rússia

  27. UoCUnião de Cipriotas, Chipre

  28. PCC-MPartido Comunista da Colômbia – Maoista

  29. OAPCM Organização simpatizante do Partido Comunista do México

  30. PCP (independiente)Partido Comunista Paraguaio (independente)

  31. PC (ML)Partido Comunista (Marxista-Leninista), República Dominicana

  32. PCR-UPartido Comunista Revolucionário do Uruguai

  33. BP(NK-T)Bolşevik Parti (Kuzey Kürdistan-Türkiye) (Partido Bolchevique (Curdistão do Norte- Turquia))

  34. ORCOrganisation Révolutionnaire du Congo (Organização Revolucionário do Congo), Congo

Signatários adicionais (Não-ICOR):

  1. SUCI(C)/Indien

Faça o download como PDF